Encontro de Design e Tecnologia Digital

Participei nesse sábado do EDTED (Encontro de Design e Tecnologia Digital), e vou postar as minhas impressões sobre o evento, focando as palestras que assisti:

CMS’s livres: não reinventado a roda no desenvolvimento web

A palestra foi conduzida por Paulino Michelazzo da Fábrica Livre, e foi uma palestra interessante!

O palestrante soube levar bem a palestra, com momentos engraçados ( várias brincadeiras com Java e Windows, que obviamente não devem ser levadas a sério ), e apresentando como é fácil criar uma loja virtual utilizando o Joomla. O que achei legal da palestra foi ele não focar apenas o Joomla, e sim izer que você não precisa reinventar a roda, e pode usar várias ferramentas para isso como o Drupal, Wordpress, e obviamente o Joomla, cada um para sua determinada finalidade.

Crédito para o palestrante: Falou que uma parte do valor que eles conseguem com os projetos eles doam para os softwares livres que eles usam, e isso sim é devolver o que você conseguiu gratuitamente! Parabens a Fabrica Livre.

Scrum

Encontrei um amigos como o Ricardo (Guitarrista do Megadriver e programador Web ) e fiquei “networkeando” (ou conversando) por um bom tempo sobre diversas coisas, portanto acabei chegando na metade da palestra.

A palestra foi conduzida por Fabiano Milani, em nome da Caelum, e pelo que consegui assistir foi aquele overview geral sobre o Scrum (que eu tambem já tinha visto), e teve uma parte de dúvidas bem legal, com várias pessoas perguntando como poderia implementar Scrum, ou se estava implementando Scrum corretamente, com boas respostas do palestrante.

Para quem nunca tinha visto uma palestra de Scrum deve ter gostado bastante da palestra. :)

SEO - Search Engine Optimization

Tambem já tinha assistido outras pelestras sobre esse tema, e elas geralmente são iguais, portanto para mim não teve muita novidade. De modo geral, o palestrante Fabio Ricotta da Mestre SEO conduziu bem a palestra, deu dicas interessantes sobre como organizar a sua página semanticamente, mostrou várias ferramentas úteis para utilização em SEO, e várias outras dicas bem interessantes.

Uma coisa legal para enfatizar: SEO não é algo que você faz e pronto, e sim algo que deve ser mantido e atualizado com o tempo, pois você não vai ter sempre alta relevância se você aplicou SEO e ficou bem nas buscas, pois isso vai caindo com o tempo, e você precisa continuar mantendo isso com boa semântica.

Desenvolvimento web ágil: ferramentas, arquiteturas e princípios

O Guilherme Chapiewski falou sobre muita coisa legal, avaliando linguagens e frameworks como Python / Django. Ruby / Rails, Java, PHP / CakePHPe mais outras coisas. Foi abordado alguns gostos pessoais e experiência própria do Chapiewski sobre as linguagems e frameworks, inclusive algumas considerações sobre Rails e Scala (¬¬), mas a abordagem disso foi com dicas de como poderia ser resolvido de meios diferentes, com problemas que são conhecidos e poderiam ser tratados para ajudar.

Ele comentou de 7 métodos que ele usa como um programador ágil:

  • Soluções a longo prazo
  • Sempre pensar no que pode acontecer futuramente. Ele usou um exemplo bem legal sobre um cara que não documentou um sistema por que não tinha tempo, quando futuramente 3 pessoas perderam cada uma 2 dias para entender o que aquilo fazia…Ou seja no fim das contas foi perdido mais tempo do que ganhado nesse caso.
  • Elimine desperdícios
  • Usar um framework que cria tudo facilmente e você pode portar ele facilmente para outras features
  • Qualidade não é negociável
  • Aqui outro bom exemplo…O médico está limpando o paciente após uma cirurgia e o paciente fala para ele deixar isso por que está atrasado para alguma coisa, e é claro que o médico vai te ignorar  e limpar, por que ele sabe o que é o certo para se fazer, ele não negociaria a qualidade do trabalho por causa do seu tempo.
  • Não esconda os problemas do cliente
  • O cliente é um cara legal e sua solição simplista pode ser o suficiente para ele
  • Use a melhor ferramenta para cada problema
  • E lá vamos com bons exemplo: Um marceneiro não usaria um martelo para cortar uma mesa sendo que ele poderia usar uma serra para isso. Portanto use sempre o mais adequado para cada situação
  • Documente menos e simplifique mais
  • Foi mostrado um bom exemplo de código, que você olhava e intuitivamente sabia o que ele fazia.
  • Reflita sempre sobre o que você faz e melhore comtinuamente
  • Não fique apertando parafuso para sempre, sempre renove seus conhecimentos.

Os argumentos do Chapiewski sobre Java ser o novo COBOL é bem interessante! Ele diz que o JAVA antigamente tinha ótimos motivos para ser adotado, e assim muitas empresas começaram a utilizar, e atualmente temos sistemas monstros desenvolvidos e vários programadores programando em Java, portanto para sair da linguagem não vai ser tão fácil assim, e foi isso que aconteceu com o COBOL. O Chapiewski falou que só usa Java hoje em dia se tiver um sistema que é obrigado a integrar com Java, por que ele não ve um bom motivo para usar Java, sendo que ele pode usar coisas que ele considera melhor e com mais benefícios.

The Rails Way - Como Ruby on Rails pode te tornar um programador pior

O Carlos Brando falou e muito bem sobre o Ruby! Falou muita coisa que eu tinha vontade de dizer sobre Ruby != Rails utilizando um exemplo de miojo e macarronada, como seu o miojo fosse o framework para o suposto cozinheiro! :D

Vários exemplos com código para mostrar como o Ruby é parecido com a nossa lingua, e não com a lingua do computador, inclusive usando uns exemplos simplificados do Why. Teve alguns exemplos de metaprogramação para saciar a vontade de quem já conhece um pouquinho de Ruby tambem! :)

Gostei bastante da ideia da palestra e o por que de você se tornar um programador pior ( você saindo de uma outra linuguagem que você se considerava bom, para uma outra coisa que você não sabe nada ), e ainda mais mostrando os facilitadores dos frameworks que ajudam você, mas abstrai um pouco da sua felicidade em desenvolver um pouquinho mais low. :P

Mercado de trabalho em TI

Foi uma “mesa redonda” com todos os palestrantes, discutindo sobre assuntos sugeridos pelo pessoal que estava assistindo o evento. Foi discutido sobre os valores de trabalho no mercado, apoio as universidades pelo governo, scrum, software livre e outras coisas.

Considerações finais

Gostei bastante do evento, consegui conversar várias pessoas legais por lá, como o Caue Linden da HostNet, Maujor do Maujor.com.br, Hugo Borges, Rafael do Ruby Inside, Ricardo que é guitarrista da banda Megadriver (ouça por que é muito foda!), Guilherme Chapiewski, Carlos Brando e mais um monte de gente!

O Evento foi muito legal quanto a palestras e networking! Quem não foi perdeu! :D

Old comments by: Hugo, luisbebop, Andre | Not available anymore. :(