BookReview: Lord of the Rings

Chegou o momento que eu estava esperando há vários meses…. Após terminar de ler, vou escrever sobre O Senhor dos Anéis! :D

Todos que me conhecem sabem como eu sou apaixonado pelo mundo de O senhor dos anéis na verdade sobre histórias medievais e o Senhor dos anéis é foda), e eu só tinha assistido o filme (mais de 10 vezes o primeiro, e milhões de vezes os outros 2) e não tinha lido o livro ainda, o que me deixava inquieto, pois eu sabia muito bem que o nível de riquezas e detalhes do livro ia muito alem do que eu podia imaginar, sem contar que muita coisa foi cortada no filme (obviamente) para que se fosse feita uma boa adaptação.

Foto do livro dO Senhor dos Anéis

Esse ano eu comprei a versão full do livro com os 6 livros, e não divididos em 3 versões encadernadas, por que queria me gabar de ler um tremendo monstro de 1200 páginas (haha), e adotei alguma disciplina para ler, pois por que se você encarar 1200 páginas para ler como se fosse um todo você vai procrastinar bastante. O que fiz foi dividir por capítulos e a cada dia que se passava eu lia um capítulo.

Não sei quanto tempo exatamente levei para ler esse livro, mas como as coisas foram bem planejadas, eu consigo supor que levei cerca de 62 dias (São 62 capítulos divididos entre 6 livros), o que é um tempo razoavelmente bom para se ler um livro desse tamanho (pelo menos para o meu ritmo).

O que eu falo abaixo não vai ser nenhum spoiler se você já viu o filme e ainda não leu o livro. ;)

Primeiro livro

O primeiro livro conta desde a festa de aniversário do Bilbo até o momento onde está fugindo dos espectros e eles foram levados pelo rio. Entre esses dois eventos muita coisa legal acontece, e muitas coisas que não aparecem no filme por diversos motivos, alguns por quantidade hábil de tempo ( senão o filme seria infinito… ) e outras por que não seria muito legal a cena em filme e apenas em livro é legal.

Um personagem que era para estar na comitiva dos Hobbits mas ficou para ajuda-los com o Nazgul foi o Fatty Bolger, que não foi mencionado no filme mas teve a sua pequena participação como amigo dos Hobbits.

Uma parte legal que não foi incluída nos filmes foi a viagem pela colina dos túmulos, onde eles encontram algumas coisas legais além de Tom Bombadil (que não faria uma boa participação no filme devido a característica do personagem, apesar de toda a influencia que tem na história e por ser uma das criaturas mais velhas e misteriosas da terra media) que os ajuda.

No ponei saltitante que o Sam conhece o Ponei “Bill” que posteriormente é deixado em Minas Moria contra a vontade de Sam, mas ele ainda aparece bastante na história, mas ficou meio de lado no filme.

Segundo Livro

O Segundo livro vai desde a chegada a Valfenda até o rompimento da sociedade já com a morte de Boromir.

Na minha opinião a personalidade do Boromir ficou um pouco diferente no filme, fazendo com que ele parecesse traiçoeiro todo o tempo, o que no livro da outra impressão, que ele estava realmente indo até Valfenda para descobrir mais sobre os sonhos que tiveram sobre o retorno do descendente de Isildur e os pequenos.

As passagens por Moria com charadas para entrar, a queda de Gandalf na luta contra o Balrog, foi como rever o filme com vários detalhes.

A passada por Lórien foi muito legal, e é interessante ver as pequenas aparições do Golum em alguns lugares, e os caras tentando descobrir que bicho era aquele que estava rastejando em tal lugar e tudo mais.

Terceiro Livro

O terceiro livro conta desde a morte de Boromir e sua partida pelo rio até o momento que Pippin olha no “Palantir”.

Gostei de ler todas as estratégias dos cavaleiros de Rohan contra os Uruk-hai enquanto eles estavam com Pippin e Merry, até todos os detalhes da fuga deles no meio das batalhas para a floresta de Fangorn. Fangorn é o nome do Barbarvore, que é outro dos seres mais velhos da terra média. Uma coisa que foi interessante, foi que os Ents realmente decidiram ir para a guerra e marcharam para isso, não apenas viram uma foresta devastada e foram do nada ( assim como no filme ), e foi legal ler sobre a marcha deles. Outra coisa interessante tambem são os momentos com Barbarvore que são muito bem descritos, tanto como as tocas dos Ents.

As descrições da batalha dos ents em Isengard são ótimas! O que eles fizeram, seus momentos de fúria contra a torre do Saruman e mais coisas interessantes.

Uma cena boa de se ler é quando Gandalf (que já tinha retornado como O branco) conversa com o Saruman após o fim da Guerra, quando Isengard havia sido derrotada (que só tem na versão estendida do filme), onde ele mostra que o Saruman já não tem mais cor nenhuma e que o único poder dele era a voz e isso ainda podia persuadir muita gente.

Quarto Livro

O quarto livro conta a parte da viagem que fala sobre Frodo e Sam, desde o momento que eles prendem o Golum e ele jura guia-los, até o momento que Sam acha que Frodo estar morto após ser atingido pela ferroada da Laracna.

No livro é ainda mais claro como o Sam odeia o Golum e sabe que será traído a qualquer momento, enquanto o Frodo ainda acredita nele ( seja por que achq eu ele vai melhorar ou por que não tem outra escolha ).

Aqui que o Faramir aparece pela primeira vez perguntando pelo Boromir, e é aqui que ele quase mata o Golum por estar no lago proibido. As descrições do Tolkien sobre os lugares, paisagens e detalhes de personagens são fantásticas, e você consegue criar mentalmente todo o cenário.

Quinto Livro

O quinto livro vai desde a chegada de Gandalf a Minas Tirith junto com Pippin até o fim da guerra de Gondor e a concentração em frente ao portão negro.

Gostei bastante desse livro por que detalha bastante a concentração das tropas, os ataques, o medo das pessoas que estão na cidade, e a espectativa pré-guerra.

Uma das coisas que eu estava esperando ver e não aconteceu exatamente como eu esperava, era a guerra no Pellenor com o auxílio dos mortos que vieram das sendas dos mortos. Na história original eles ajudaram a tomar todos os navios que estavam indo para Gondor, mas não foram além para ajudar na batalha ( assim como aconteceu no filme ), e foram dispensados antes, portanto, na batalha em Gondor eles tiveram que vencer com homens que conseguiram no caminho com os navios e os que já estavam lá.

A morte de Théoden juntamente com o grande feito de Éowyn ( com a ajuda do Merry ) ao matar o senhor dos Nazgûl justamente quando eles tinham acabado de derrubar o portão e ele estava pronto para adentrar na cidade foi muito bom! Vendo as descrições das batalhas achei as cenas dos filmes mais fantásticas do que eu achava antes.

Sexto Livro

O ultimo livro começa com Sam indo ao resgate de Frodo que foi levado pelos Orcs até Cirith Ungol e termina com o final das guerras, da terceira era e da influência dos anéis na terra média.

Os detalhes das torres e das brigas dos Orcs em Cirith Ungol é muito interessante e você sente o quanto o Sam estaria desesperado por estar dentro da fortaleza do Inimigo numa missão praticamente suicida, mas por sorte os orcs se mataram antes dele chegar…hehe

O que gostei mais foi o final que não é totalmente clarificado no filme, e no livro tenho todos os detalhes e o ponto final. A parte final onde se vê todos se despedindo saindo de Gondor e passando por todos os lugares que passaram, deixando cada povo em sua determinada terra, sem contar com alguns que se juntaram para fazer coisas diferentes é interessante como lembrança de toda a história.

Agora pude ler todos os detalhes do casamento do Faramir com a Éowyn. Ela é um dos personagens mais interessantes, por que é uma mulher que não quer ser rainha nem donzela, e sim um cavaleiro e lutar até a morte, e o Faramir usou ótimos argumentos para domar a fera…hehe

A parte de expurgo do condado que eu estava curioso para ler havia muito tempo, e não sabia que o Saruman ia aprontar antes de morrer ainda.

Apêndices

Estou começando a ler os Apêndices agora e eles com certeza serão a minha introdução para o Silmarilion, por que falam muitas coisas que a história conta, e agora entendo o por que de cada acontecimento. Enquanto ele vai descrevendo cada acontecimento ele manda as referências em páginas, tanto nessa obra como em outras como O Hobbit (que eu também tenho), e por isso eu quero degustar aos poucos essa leitura vendo todas as referências e ligando os fatos entre as histórias. :D

Eu recomendo bastante você a ler os Apêndices se você quiser entender que O senhor dos anéis é só a ponta do Iceberg num mundo maravilhoso que o criou.

Conclusão

O que eu queria fazer é descrever um pouco que eu gostei mesmo de ler, e como não fui anotando nada e deixei para fazer tudo no final, e não lembro de muitas coisas que eu queria escrever aqui, mas acho que consegui escrever alguns dos pontos legais que não tem só no filme.

Só para constar, eu acho o filme fantástico e na minha opinião é uma das melhores adaptações de livros ever! As coisas que eu comento aqui não tiram nem um pouco os méritos do filme, apenas mostram que um livro de 1200 páginas pode ser muito mais bem detalhados do que 9 horas (ou 11 no estendido) de filme.

Acho que consegui descrever sem dar grandes spoilers para quem nunca leu, e recomendo muito mesmo que você leia, por que vale muito a pena!

Old comments by: Lê | Not available anymore. :(